" />
  
x
18 Jun BP 170: Experiência, Relevância e Easy viewing

Os exemplos anteriores não apontam a falência do merchandising, só a falência do merchandising sem sentido, sem contexto. Não basta mais só bombardear o consumidor com informação. Essa informação tem que estar inserida em um contexto relevante para essa audiência, criando uma experiência, uma emoção, que será, comprovadamente, mais memorável do que um simples logotipo, ou uma campanha publicitária semelhante a música de elevador. Da mesma forma que chamamos esse tipo de música de “easy listening” e a classificamos como descartável, estamos vivendo na publicidade e na comunicação uma geração de “ easy viewing”, onde desvalorizamos a capacidade de compreensão de nossas audiências oferecendo uma comunicação genérica e insípida, que como já vimos, será esquecida segundos depois de “consumida”

Sem comentários

Deixe seu comentário

Volte para a Home ou saiba mais sobre o serviços de  personalidade da marca e experiência de marca da agência.