" />
  
x
04 Jun Sustentabilidade. Será que hoje em dia as empresas são realmente sustentáveis? Por Matheus Pinto

De alguns anos para cá, os conceitos sustentabilidade, reutilização de objetos, ecologia e reciclagem, estão ganhando cada vez mais força. Mas será que pessoas e empresas que se comprometem a seguir esses conceitos, os aplicam de forma eficiente no seu dia a dia?

Recentemente, a Coca-Cola lançou o projeto “Second Lives”, segunda vida em português, como parte do seu programa global de sustentabilidade. O projeto abrange hoje apenas o Vietnã, futuramente englobará as regiões da Tailândia e Indonésia, mas o mote principal consiste em dar uma nova chance para as embalagens vazias dos produtos da marca. Essa foi a tentativa da empresa para ajudar o programa do governo local, chamado “Tornando o mundo mais limpo”.

 “O Vietnã enfrenta diversos problemas, como o desmatamento ilegal, incêndios selvagens incontroláveis, perda de terras, uso inadequado de água e recursos minerais e uma crescente poluição ambiental”, como afirma Bui Cach Tuyen, vice-ministro de recursos naturais e ambiente do país.

Segundo a avaliação de 2013 do Banco Mundial, a poluição custa ao país 5,5% de PIB vietnamita. O governo também tem de gastar cerca de US$ 780 milhões por ano com saúde pública por males causados por ela. A tentativa da Coca-Cola visa contribuir para a diminuição desse cenário, e desenvolveu 16 cápsulas que são acopladas às garrafas e propõe a utilização como borrifador, bisnaga para condimentos, luminária e outros formatos. Mas, nos perguntamos até que ponto isso é realmente sustentabilidade.

Segundo o dicionário Michaelis, sustentabilidade é a qualidade de ser sustentável. E sustentável é aquilo pode ser sustentado. Ou seja, chega-se no verbo Sustentar, que dá o sentido de: conservar-se firme; equilibrar-se; não cair; não mudar de posição; suster-se (vpr5). Logo, sustentabilidade é algo que tem que se conservar firme na intrinsidade do seu conceito, que é “reduzir os impactos ambientais e promover o reuso consciente de recursos naturais, além de estar diretamente ligada com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana”.

Mas, na prática, o quê isso quer dizer? Quer dizer que o conceito promove a exploração de áreas ou o uso de recursos planetários (naturais ou não) de forma a prejudicar o menos possível o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas e toda a biosfera que dele dependem para existir.

Agora, fazendo o link com o Projeto Second Live da Coca-Cola, é realmente válido classificá-lo como sustentável, sendo que eles utilizaram recursos naturais, como água e energia elétrica para a confecção das cápsulas que se acoplam às garrafas, sem contar a utilização dos recursos humanos para a confecção dos mesmos. Essa ação não diminui os impactos ambientais, pois a produção da embalagem plástica do produto continuará em escala normal, podendo até se elevar se a ideia do uso das cápsulas for bem aceita pela população.

Sustentabilidade não é dar outra utilidade descartável para um produto, pois quando a embalagem da garrafa usada como arminha de água pelas crianças estiver velha e amassada, ela será substituída por uma embalagem recém esvaziada. O consumo dos recursos naturais e humanos para a produção continuará o mesmo, e a embalagem velha e amassada será descartada em qualquer lugar, como vem acontecendo no Vietnã.

Um bom argumento sobre os diferentes paradigmas de soluções sustentáveis pode ser visto no filme “The history of solutions”

É válido realmente classificarmos ideias como essas como sustentáveis? Ou devemos classificá-las como formas criativas de reutilização das embalagens dos produtos? Não podemos negar, a ideia de criar cápsulas que se acoplam às embalagens é bem criativa, mas todos nós conhecemos alguém que já deu outro uso para suas velhas garrafas PET, inclusive se você não guardou água na geladeira em uma garrafa de refrigerante vazia, conhece alguém que já o fez.

E, como forma de refletir e gerar questionamentos, deixamos em aberto a questão sobre como seria o modelo de sustentabilidade efetivo para solucionar problemas sociais, como é o caso do descarte incorreto do lixo reciclável.

Reflita e se questione.

Referências

COCA-COLA, Second Lives <https://www.youtube.com/watch?v=rWgCQgzJOU4>. Acesso em 03 de junho de 2014.

POLLUTION, Environment. <http://english.vietnamnet.vn/fms/society/86694/environment-pollution-costs-3–of-gdp-in-vn.html>. Acesso em 03 de junho de 2014.

 THE HISTORY OF SOLUTIONS http://storyofstuff.org/movies/the-story-of-solutions/ Acesso em 03 de junho de 2014

Sem comentários

Deixe seu comentário

Volte para a Home ou saiba mais sobre o serviços de  personalidade da marca e experiência de marca da agência.